Arquivo da tag: castanha de caju

Receita de risotto de arroz cateto com manga, coco e castanha de caju

Mesa bonita para o almoço refrescante de domingo
Mesa bonita para o almoço refrescante de domingo

Procurando algo com os ingredientes que tinha em casa (manga, arroz cateto), encontrei esta receita da Emporium Vida e resolvi adaptá-la, para utilizar meus skills risoteiros. Ficou bem refrescante, e acho que cairá super bem com um peixinho ou camarão temperado com limão.

Ingredientes:

  • 150g de arroz cateto integral
  • 200g de manga picada
  • 100ml de leite de coco
  • 50g de coco ralado
  • 50g de xerém (castanha de caju triturada)
  • sal
  • 50ml de vinho branco
  • 1/2 cebola
  • azeite de oliva
  • salsinha

Preparo:

Iniciei como todo risoto: Em uma caneca,fervi 1l de água com 2 colheres de sal. Enquanto isso, na outra panela, fui dourando a cebola no azeite, adicionando o arroz, deixando-o fritar um pouco, depois adicionei o vinho e deixei evaporar tudo. A partir daí, aquele velho e conhecido processo: adiciona um pouco de água, mexe muito e quando tiver quase secando adiciona mais água, mexe muito, e assim vai, por uns 25 minutos.

Iniciando o risoto de arroz cateto: pouca água e muita agitação
Cozinhando o arroz cateto para risoto: pouca água e muita agitação

Como o arroz cateto é mais durinho, resolvi, depois dos 25m e o arroz continuar um pouco cru, colocar mais água (um dedo depois de cobrir o arroz) e deixar tampado. Isso salvou a pátria!

Enquanto o arroz estava sendo cozido, fiz o xerém, esfarelando as castanhas de caju no pilão e reservei. Também passei a manga e o leite de coco no mixer, e deixe um pouco de manga e salsinha picadinhas pra decorar.

Xerém = castanha de caju triturada (e casa do Zeca Pagodinho)
Xerém = castanha de caju triturada (e casa do Zeca Pagodinho)

Quando o arroz estava quase pronto, desliguei o fogo, adicionei o xerém, o coco ralado e um pouco mais de azeite de oliva e mexi bem. Após isso, adicionei a manga e leite de coco batidos. Montei os pratos e decorei com a manga picadinha e a salsinha. Ficou lindo, não?

Para acompanhar, uma Wit Beer da cervejaria Éden estupidamente gelada (Presente do Fernando e  da Pati. Valeu!)
Para acompanhar, uma Wit Bier da cervejaria Éden estupidamente gelada (Presente do Fernando e  da Pati. Valeu!)

Rendimento: 2 porções

Dica extra: Para finalizar (e pra quem gosta) colocar pimenta preta moída na hora ou molho de pimenta. É um “plus a mais” :)

Receita de flatbread de alcachofra

flatbread_alcachofra

Ingredientes:

  • 4 col sopa de Molho pesto
  • 2 pães árabes
  • 2 col sopa de azeite de oliva extra virgem
  • 6 alcachofras em conserva
  • 10 alcaparras
  • 10 azeitonas pretas
  • 1 xícara de queijo muzzarela ralado
  • 6 dentes de alho

 

Preparo:

Frite o alho com casca até ficar pretinho. Descasque, corte ao meio e reserve. Preaqueça o forno a 300 graus e ligue o dourador. Coloque o pão árabe em uma forma e espalhe 2 colheres do molho pesto e 1 colher de azeite de oliva por toda a massa (como se fosse espalhar o molho de tomate em uma pizza). Espalhe 1/2 xícara de queijo. Corte as alcachofras em 4 e disponha elas, as azeitonas, o alho e as alcaparras. regue com 1 col de chá de azeite de oliva sobre os ingredientes e leve ao forno. Espere até ficar assado, com o queijo derretendo e as bordas do pão começando a queimar.

 

Dica:

Virei fã da Paola Carosella e suas dicas sobre queimadinhos, por isso aceite essa dica minha (e dela): deixe esse flatbread um pouquinho a mais no forno, mesmo que as bordinhas fiquem quase pretas. A doçura da massa não vai deixar você se arrepender!

 

Inspiração:

Mediterranean Flatbread do Olive Garden

Receita de molho pesto

Pesto com cobertura de azeite

Ingredientes:

  • Suco de 1 limão
  • 10 nozes
  • 5 castanhas do pará
  • 5 castanhas de caju
  • 1 dente de alho grande
  • 1 col. de queijo parmesão ralado
  • 3 col. de queijo mussarela
  • 1 xícara de folhas de manjericão, sem o talo
  • 1/4 de xícara de azeite de oliva extra virgem

 

Preparo:

Bata todos os ingredientes no mixer (ou no pilão, caso queira fortalecer tríceps e ombros) até que fique uma pasta cremosa. Pronto!

 

Dica:

O melhor do pesto é utilizar na hora, pois fica super fresco, mas caso queira guardar (nada como ter um pesto feito em casa para passar no pão, para fazer um macarrão ou flatbread rapidinho), coloque em um pote e dê umas batidinhas para acomodar bem e cubra com uma fina camada de azeite de oliva. Guarde na geladeira.

Potinho de pesto fresco